+ outras manchetes que merecem a eternidade

3 julho, 2007

Manchete legal é aquela que serve de atestado inconteste da burrice do ser que é o assunto do texto e/ou do jornalista que o redigiu. Faz tempo que tenho vontade de fazer algo desse tipo, ou seja, divulgar as manchetes bizonhas que saem todo dia em nossos portais. As vítimas que estão no meu msn, por exemplo, já cansaram de receber várias dessas por dia.

Pois o nalaje me possibilitou publicar essas manchetes e, finalmente, iniciar a realização de uma de minhas missões na Terra, ou seja: ajudar a mostrar para todos que a primeira verdade divina é que o ser humano é inerentemente estúpido e sua única chance de melhora é a extinção imediata.

E antes que me chamem de arrogante: relaxem, pois não sou Doktor Plirtz, mas também sou um Rei dos Boçais! Como mais me definir após perceber que já em nossa terceira “edição” dessas manchetes que merecem a eternidade, temos que publicar uma errata! AHÁ!

ERRATA: UOL: Bate-papo que saiu no Diário Oficial era uma farsa

Ok, alguém pode me acusar de injustiça pois quando coloquei a notícia original, eu a dediquei a meus coleguinhas funcionários públicos. Tá certo, no fim não foi por bobagem de um de nós que o diálogo foi parar no Diário Oficial.

Por outro lado: PALMAS para o sujeito que quis armar pro seu colega de trabalho usando uma ferramenta de internet que deixa registrado o nome do usuário que fez aquele post! GÊNIO!

Agora voltando à programação normal:

Terra: Bêbado pega carona em bicicleta no teto de carro

Terra: Jovem furta queijo para pagar dívida com traficante

Uol: Mulher morre atropelada pelo próprio carro após estacionar

E para terminar, uma fresquinha, recém-saída da capa do uol.

A manchete: Tiroteio em mesquita mata 9 e fere 140 no Paquistão.

Aparentemente, durante o tiroteio, uma bala perdida atingiu uma caixa d’água e a inundação que se seguiu matou e feriu todo mundo, como pode ser conferido na foto abaixo:

atirarunacaxadagua.jpg

Ou quase isso… Também, não vamos ser cruéis… É fácil se atrapalhar e colocar a imagem de uma notícia na chamada de outra notícia quando tudo se passa no mesmo país, vai?

Mas aproveito o gancho de inundação para contar outro fato – sendo que esse, infelizmente, sem provas, apenas confiem em mim, ok?

Eu estava assistindo na TV uma reportagem sobre o tsunami, aquele do fim de 2004, quando apareceu um brasileiro dando depoimento. A transcrição abaixo foi totalmente reconstruído de memória. As palavras em si devem estar totalmente trocadas (também admito ter colocado o depoimento entre aspas por pura e simples licença poética) mas os fatos e os pensamentos que ele relatou são os que se seguem:

“Eu tava dormindo no meu quarto de hotel, que era no andar Térreo, tá? Tipo no nível da rua, tá? Daí ouvi uns barulhos, né? E daí eu tipo tava lá tipo acordando, né? Então eu olhei pro lado e PÁ! Vi minhas malas boiando do meu lado. Daí eu vi que o quarto inteiro tava cheio d’água. Não entendi nada, né? Daí fui até a porta do quarto mas não consegui abrir, né? Então pensei ‘ah, a janela, né? Vou aproveitar que meu quarto é no andar térreo eu vou tá escapando pela janela, tá?’ e foi o que eu fiz, fui até a janela mas, quando eu abri, vi que a rua inteira era um rio, que tinha água correndo pra todos os lados… Daí eu pensei: ‘Meu Deus! Explodiu um caminhão-pipa!!!'”

Juro. Um caminhã0-pipa transformando uma rua inteira num rio com mais de metro de altura de água correndo.

É esse tipo de coisa que ajuda a comprovar a minha SEGUNDA verdade divina: qualquer que seja a catástrofe ou desgraça, SEMPRE vai ter um brasileiro por perto pra falar bobagem.

5 Responses to “+ outras manchetes que merecem a eternidade”

  1. Lu Farias Says:

    UAHAHAHAHAHA!!!

    Cê tá devendo meu texto…😛

    beijos!

  2. Lu Farias Says:

    Dri, transformei o diálogo com o papai em post, depois olha lá, tá?

    beijooooo

  3. carolhelena Says:

    Done!

    A propósito, bom o texto.

  4. K. Says:

    cê não tem noção que em Monte Alto o chão de um quarteirão cedeu e abriu um buraco, OK, um belo buraco no meio da cidade.
    daí a Folha foi apurar a situação pelo telefone e o que o assessor de imprensa da prefeitura diz?
    “parece o buraco do metrô. parece um tsunami”.
    chorei. de vergonha, claro.

  5. Adriano Says:

    Ahahahah, viu, viu, falei?

    É uma nova riqueza nacional… Se conseguirmos transformar isso em energia elétrica podemos fornecer pro mundo todo!

    beeeijos
    a


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: